Assim como os cabelos, os cílios também podem sofrer queda

Os cílios são anexos palpebrais cuja a principal função é proteger os olhos, funcionado como uma barreira contra partículas de poeira e microrganismo, além de agirem também como sensores que reagem fechando as pálpebras toda vez que há a possibilidade de algo atingir os olhos. “Os cílios são pelos terminais que, assim como os cabelos, crescem de maneira cíclica, passando pelas fases de crescimento, atrofia e inatividade, também chamadas de anágena, catágena e telógena.

Porém, existem anomalias que podem afetar o crescimento normal dos cílios, fazendo com que caiam, afinem, enfraqueçam ou percam a coloração”, explica o pesquisador em Cosmetologia Lucas Portilho, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma.

Segundo o especialista, a madarose, por exemplo, é uma das anomalias ciliares mais comuns e causa a queda dos cílios, levando, consequentemente, à diminuição destes fios na pálpebra. “Outra anomalia que afeta os cílios de grande parte das pessoas é a poliose, onde a perda da melanina ciliar leva à descoloração e ao embranquecimento dos fios. Existem até mesmo anomalias que chegam a alterar a orientação do crescimento dos fios, como é o caso da triquíase, na qual os cílios perdem o direcionamento normal e tendem a tocar a superfície ocular”, completa.

Porém, já existem modos de tratar e reverter estas anomalias, como o uso de máscaras e delineadores formulados com ativos que auxiliam no crescimento e fortalecimento dos fios, como a Latanoprosta, que promove o prolongamento da fase anágena e, consequentemente, o crescimento de cílios mais longos e espessos, e o Capixyl. “O Capixyl é um complexo ativo inovador criado para prevenir e parar o processo de queda capilar, além de estimular o folículo piloso. Constituído pelo Peptídeo Biomimético Acetil Tetrapeptídeo-3, capaz de estimular as proteínas da matriz extracelular e melhorar a ancoragem do fio, o ativo pode ser manipulado tanto para prevenção (de 0,5 a 2,5% de concentração), quanto para o tratamento intensivo do problema (na concentração de 5%)”, destaca Lucas.

 

De acordo com o pesquisador, os Fatores de Crescimento também podem ser usados para promover o crescimento dos fios. O Fator de Crescimento Fibroblástico Ácido (aFGF), por exemplo, estimula o crescimento dos cílios, inibe sua despigmentação e promove a revitalização dos folículos pilosos. “Já o Fator de Crescimento Endotelial Vascular (VEGF), possui ação vasodilatadora, revertendo a atrofia folicular e aumentando o tamanho dos folículos. Testes apontam que, se combinados, estes Fatores de Crescimento são capazes de promover o crescimento dos fios em até 8 semanas”, afirma Lucas Portilho. “Porém, caso você note qualquer tipo de alteração em seus cílios, o mais importante é que você consulte um médico. Apenas ele poderá realizar uma avaliação e indicar o melhor tipo de tratamento para o seu caso.”

 

FONTE: Lucas Portilho – Consultor e pesquisador em Cosmetologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *