Biopolímero de algas marinhas

Atuar no aumento  dos mecanismos de proteção e reconstituição da pele, estimulando a proteção de queratinócitos contra as agressões ambientais, tais como, radiação UV e o estresse oxidativo, além de induzir a formação de fibroblastos e a produção de colágeno, o que acelera a regeneração da pele danificada, tendo efeito anti-inflamatório e cicatrizante. Esses são os princípios efeitos dos biopolímeros de algas marinhas, um dermoativo com bastante resultados no rejuvenescimento da pele. Vamos entender aqui um pouco mais sobre seus usos e indicações. Imunologia da pele A pele humana atua como interface entre o corpo e o ambiente, e é, …

Continue lendo