Mudança no relógio e no organismo

Todo ano, durante a primavera e o verão, os brasileiros das regiões Sul, Sudeste e Distrito Federal, precisam adiantar uma hora os relógios. É o início da temporada do horário de verão, tendo como meta aproveitar a intensificação da luz natural ao longo do dia para reduzir o gasto de energia. O Governo Federal estima reduzir em 4,5% o consumo de energia no horário de pico, e alega que o horário de verão evita investimentos de cerca de R$ 4 bilhões ao ano, com mais geração e sistemas de eletricidade. Amados por uns e odiados por outros, as pessoas costumam …

Continue lendo