Aparelhos eletrônicos também são nocivos para a pele

Atualmente, protetores solares também atuam contra esse tipo de radiação e poluição

No Brasil, o índice de câncer de pele é muito grande, estima-se que ele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos. No entanto, a Sociedade Brasileira de Dermatologia afirma que a maioria dos casos de câncer da pele podem ser evitados com medidas simples que podem ser facilmente adotadas no dia a dia. O uso do protetor solar é uma delas, porém, apenas 32% dos brasileiros usam essa proteção durante todo o ano.

Mesmo no inverno, no Brasil o sol é brilhante e forte e, por isso, recebemos muita radiação UVA e UVB que são:

UVB – sensação de vermelhidão, ocorre entre os períodos das 10h às 16h.

UVA – é a mais profunda e danosa. Vem com a radiação solar e durante 12h do dia está sendo lançada em nossa pele. Ela que causa câncer de pele e rugas, por exemplo.

Proteção além do sol

Adélia Mendonça, especialista em dermocosméticos de alta performance, sendo pioneira no Brasil nas áreas de estética íntima e skincare de alto percentual ativo e fundadora da Adélia Mendonça Cosméticos, explica que, antigamente, apenas o sol era considerado o grande vilão, mas, hoje, além da radiação solar estamos expostos o tempo todo a outras luzes, como as de computador, TV e celular. “Já existem estudos que comprovam que essas radiações podem ser mais graves que o próprio sol, devido ao grande tempo que ficamos expostos a elas. Por isso, hoje há o desenvolvimento de protetores de excelente qualidade que protegem contra radiação solar UVA e UVB e também contra todas essas luzes”, destaca.

Além disso, os filtros possuem ação antipoluição, pois, principalmente nas grandes cidades, o índice de poluição é muito grande. “Muitas vezes, a pessoa está com a pele limpa a olho nu ou até com maquiagem e não sabe que a pele está toda poluída. Por isso, hoje existem ativos antipoluição, criados no Japão, que são incorporados aos filtros solares e ajudam a não prejudicar a pele e comprometer outros tratamentos”, aponta Adélia Mendonça.

Um motivo para as pessoas, muitas vezes, não passarem protetor solar é a correria do dia a dia e o uso de maquiagem. Dessa maneira, muitos filtros hoje já possuem coloração que tornam uma ação mais prática na hora de passar maquiagem. Assim, além de ter toda a proteção do filtro, é possível contar com um complemento da maquiagem.

Atualmente, os filtros solares também agregam diversos benefícios como ação antiligante, antioxidante e hidratação.

Proteção duradoura

Outra dificuldade que as pessoas têm ao passar o filtro solar é lembrar de reaplicar o produto após algum tempo, para que possam continuar com a mesma proteção. Assim, o Sun Science, conhecido como o filtro solar do futuro, surge como um protetor solar que protege por 12 horas, abrangendo toda a incidência solar. Além de possuir uma ampla proteção UVA e UVB que protege contra os efeitos nocivos do sol também atua contra a radiação nociva de luzes de aparelhos eletrônicos e da poluição do dia a dia.

protetor solar

Acesse a loja virtual Adélia Mendonça e confira nossos dermocosméticos:
https://www.compreadeliamendonca.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *