Vitaminas em Cosméticos

Há muito que as vitaminas deixaram de ser apenas nutrientes reguladores, aqueles que figuravam nas tabelas de alimentação como os responsáveis por manter em perfeito funcionamento o intrincado mecanismo químico que rege o organismo. Na década de 60, com o médico americano, Linus Pauling, surgiu a teoria que deu origem à medicina ortomolecular, aquela que considera as vitaminas – e seus “primos” menores, os minerais (oligoelementos) – como agentes capazes de prolongar e melhorar a vida.

Nos últimos tempos, porém, essas substâncias começaram a ganhar fama em outro cenário: os cosméticos. Não é de hoje que a ciência sabe do potencial das vitaminas e minerais na manutenção de pele saudável. E algumas dessas substâncias já são figuras assíduas nos cosméticos (especialmente as vitaminas A e E).

Mas o vertiginoso avanço tecnológico da indústria cosmética vem provocando uma verdadeira revolução e tais substâncias podem agora chegar estáveis à pele, em altas concentrações e com maior poder de ação.

A principal ação das vitaminas e dos minerais adicionadas aos cosméticos é a ação antioxidante ou a capacidade de combater os radicais livres, moléculas desequilibradas e potencialmente danosas para todas as células do organismo.

A vitamina A (retinol) tem várias funções críticas no organismo humano principalmente no funcionamento da retina. É necessária para a diferenciação do tecido epitelial, para crescimento do tecido ósseo e do aparelho reprodutor, e também para o desenvolvimento embrionário. A vitamina A está associada à melhora da resposta imunológica, reduzindo os efeitos de certas doenças infecciosas e diminuindo o desenvolvimento de alguns tumores malignos. Devido aos efeitos no tecido epitelial, os retinóides têm sido usados para o tratamento de doenças de pele como acne, psoríase, fotoenvelhecimento e prevenção de tumores cutâneos.

Embora outros metabólicos tenham sido reconhecidos, o ácido retinóico é considerado mais importante em relação às ações na pele. Este ácido é sintetizado através do metabolismo do retinol passando por dois estágios: retinol para retinol-aldeído através de oxidação e então para ácido retinóico. Os retinóides circulantes estão ligados a proteínas específicas carreadoras de análogas da vitamina A que são conhecidas como CRBP (cellular retinoic-binding protein) e CRABP (cellular retinoic acid biding protein). Os trabalhos mais recentes sobre retinóides demonstram a existência de receptores específicos nucleares. Estes receptores são pertencentes à “superfamília” dos receptores de hormônios esteróides.

A função principal dos retinoídes na pele relaciona-se à hiperproliferação da epiderme com aumento do estrato espinhoso e granuloso, sem modificação no número de camadas do estrato córneo.

Atualmente tenta-se comprovar que o retinol (vitamina A) aplicado à pele pode causar efeitos similares ao do ácido retinóico, sem irritação. Isto é possível à medida que a pele tenha as enzimas necessárias para este metabolismo específico. Esses achados corroboram a idéia de que muito se tem a caminhar ainda no conhecimento deste grupo denominado retinóides.

O ácido ascórbico (vitamina C) é extremamente instável e perde suas propriedades na presença de ar, água, luz ou calor, o que dificulta sua utilização em formulações cosméticas. A grande revolução foi a possibilidade de estabilizar a vitamina C para que possa ser usada em altas concentrações (5 a 10%). A vitamina C é um poderoso antioxidante, do mesmo modo que aumenta a resistência do organismo às infecções, protege a pele contra a ação dos radicais livres. Experimentos mostram que a quantidade de ácido ascórbico na epiderme cai após a exposição solar – diminuindo os radicais livres produzidos pela agressão dos raios ultravioleta. A vitamina C tem outra grande função antiaging: atua na formação do colágeno, fibra que compõe 80% da derme e garante a firmeza da pele. Além disso, o ácido ascórbico inibe a ação clareadora, ajudando a eliminar manchas. Também possui papel fundamental na reciclagem de vitamina E, outro importante agente antioxidante.

Vitaminas e minerais fazem parte de um conceito moderno de cosmética voltada mais para a prevenção do envelhecimento do que para reverter os “estragos” do tempo. Por isso os especialistas recomendam seu uso desde cedo – perto dos 20 anos – em formulações que busquem manter a pele com a hidratação e o vigor da juventude. Em geral, as concentrações nesses casos são baixas e os produtos podem ser usados à noite e pela manhã, antes do filtro solar. Mais tarde, quando se inicia o uso de produtos de tratamento – como o ácido retinóico – o uso de vitaminas e minerais tópicos continua necessário, embora como coadjuvante.

Adélia Mendonça apresenta os dermocosméticos da linha que contêm vitaminas em sua composição:

Hidraction Tonic C

Loção tônica hidratante com vitamina c

Importante aliada no combate ao envelhecimento, essa loção possui alta concentração de vitamina C, derivada do camu camu. Fortalece e hidrata profundamente, deixando a pele revitalizada, luminosa e macia. Atua também no controle da oleosidade e com elevado potencial bactericida e rejuvenescedor. Composta por sete extratos vegetais em sua forma mais pura.

Provitality C – Loção Regeneradora Com Vitamina C


Loção regeneradora com vitamina C, o melhor e mais eficiente antioxidante natural de combate aos radicais livres. Sua ação promove a síntese de colágeno e elastina, restaurando a elasticidade do tecido, minimizando as rugas, acelerando o processo de renovação celular e melhorando sua textura. Produto de uso home care.

Volcan C Mousse de Adélia Mendonça

Mousse com vitamina c

Apresenta um rico blend de ativos biotecnológicos e nanosferizados e em altas concentrações, que previne o envelhecimento biológico via propriedades antioxidantes. Sua textura mousse oil free garante a hidratação tridimensional a todas as camadas cutâneas, com formação de escudo anti poluição e reposição do manto hidrolipídico natural. Reequilibra as células de defesa para a melhor proteção contra radicais livres preservando a juventude da pele.

Velvet Mousse Matte Perfection FPS 30 incolor,

fotoprotetor em mousse

Fotoprotetor em mousse aerado, com textura mate e toque sedoso. Atua na prevenção e no tratamento coadjuvante do envelhecimento sistêmico e de diversas desordens metabólicas. Com efeito detox, confere proteção ao DNA e ação antiglicantes e reversor da glicação sobre as proteínas estruturais, com benefícios antioxidantes e de renovação celular. Acentua a taxa de produção de colágeno, inibe reações pró-inflamatórias e preserva os níveis naturais de S.O.D (antioxidante endógeno), além de promover estímulo as sirtuínas e melhorar a oxigenação celular. Apresenta ação hidratante e protetora, uniformiza o tom e a textura da pele, cobrindo perfeitamente rugas e linhas de expressão.

Fonte: Cosmetics Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *