Ácido Ferúlico: quais os seus benefícios para a pele?

Para combater os sinais do envelhecimento precoce da pele, como rugas, manchas, flacidez e linhas de expressão, é preciso adotar uma rotina de cuidados bem regrada, que inclua limpeza, hidratação, o uso de um antioxidante e fotoproteção diária como passos fundamentais, além de buscar a melhor opção para os cuidados antirrugas e flacidez, que normalmente envolvem democosméticos com ativos ácidos. Uma dessas substâncias é o ácido ferúlico: você já ouviu falar nele? Para entender um pouco mais sobre o ativo e quais os seus benefícios para a pele, confira. O que é o ácido ferúlico? O ácido ferúlico é uma substância fenólica …

Continue lendo

Cuidados necessários com a pele madura

Nada melhor que se olhar no espelho e ficar se admirando, com aquele sentimento de satisfação e amor próprio. Infelizmente, com o passar do tempo, as mulheres chegam em uma certa idade e querem ficar bem longe desse reflexo para não se depararem com algumas imperfeições. Você pode passar a vida inteira cuidando de sua pele, mas não tem solução: com o tempo ela vai apresentando sinais vermelhos, flacidez e aspecto de envelhecimento. É por isso que mulheres, a partir de 45 anos, precisam ter um cuidado maior e mais específico na hora de fazer a rotina de skincare. Já …

Continue lendo

O impacto da glicação no processo de envelhecimento

Já se sabe que o excesso de açúcar pode levar a uma variedade de problemas de saúde, mas o que mais se esquecem é que muito açúcar também pode afetar a pele. O açúcar pode ser digerido em muitas formas, incluindo o consumo de carboidratos e pode ainda ser formado através da preparação de refeições. Assim, moderar na quantidade de açúcar que ingerimos não é uma medida tomada apenas para equilibrar o peso, e sim para cuidar da sua beleza! O açúcar em excesso abre portas para doenças graves e agiliza o envelhecimento da pele. Essa ação negativa que a …

Continue lendo

Envelhecimento Cutâneo

O envelhecimento cutâneo é um processo multifatorial, que envolve fatores intrínsecos como por exemplo a genética familiar e fatores extrínsecos como o status inflamatório, estresse oxidativo e exposição solar. Como resultado do conjunto, são observadas alterações moleculares nas membranas celulares, proteínas estruturais e enzimas e também no DNA, de forma que as funções celulares e teciduais podem ser prejudicadas. Atualmente, a exposição à radiação ultravioleta (UV) é considerado o principal fator externo que contribui para o envelhecimento cutâneo. A luz UV altera sensivelmente os diversos processos biomoleculares e pigmentares na pele. No entanto, totalmente esclarecidos. Existe, ainda, o envelhecimento cronológico …

Continue lendo