Gluconolactona: descubra os efeitos deste ativo na pele

gluconolactona é um polihidroxiácido (PHA), e por isso tem algumas semelhanças com alfa-hidroxiácidos (AHA) como o ácido glicólico. Na presença de água, a molécula desintegra-se formando ácido glucónico, um alfa-hidroxiácido de grandes dimensões e que é também produzido pelo nosso organismo. 
Em alguns casos, este ingrediente pode ser mais vantajoso do que os AHA, já que é mais hidratante e melhor tolerado. Além disso, algumas das suas propriedades biológicas fazem desta uma molécula única e diferenciadora para o uso em cosméticos.

  • Hidratante

O grande número de grupos hidroxilo faz da gluconolactona seja capaz de atrair as moléculas de água, possuindo assim propriedades humectantes.
Isto melhora a função de barreira da pele contra a penetração de agentes nocivos, o que pode ser interessante em algumas situações e patologias em que a pele se encontre mais sensível.

  • Esfoliante

Este ingrediente tem uma ação esfoliante suave, reduzindo a adesão dos corneócitos (células da camada superior da pele), e permitindo assim a sua eliminação. Este é o mesmo mecanismo pelo qual atuam os AHA, sendo que a capacidade esfoliante da gluconolactona é significativamente menor.
No entanto, quando comparado aos AHA este ingrediente é também menos sensibilizante, o que faz com que possa ser usado até pelas pessoas de pele mais sensível ou combinado com produtos contendo outros esfoliantes de forma a potenciar os seus resultados, sem comprometer o bem-estar da pele. 
Vários estudos sugerem que a gluconolactona pode mesmo ser utilizada por algumas pessoas que sofram de rosácea ou dermatite atópica.

  • Antioxidante

Vários estudos indicam que a glucolactona tem propriedades antioxidantes, e por isso é capaz de neutralizar radicais livres formados na pele.
Estes radicais podem acelerar o envelhecimento ou promover o aparecimento de manchas.

  • Comedolítico

Os comedões são obstruções aos folículos pilossebáceos, que podem ser abertos (pontos negros) ou fechados (pontos brancos). São bons meios para o crescimento de bactérias no seu interior, o que pode levar à inflamação do local e desenvolvimento de lesões da acne como pápulas (borbulhas), pústulas (borbulhas com pus) ou nódulos e quistos de grandes dimensões.

Um estudo clínico demonstrou uma atividade ligeiramente menor de uma loção contendo gluconolactona a 14% na redução do número total de lesões inflamadas e não inflamadas (comedões), quando comparada a formulação equivalente com a uma concentração de 5% peróxido de benzoílo, um medicamento comedolítico. Este medicamento pode causar alguma irritação, desidratação e descamação na pele, o que não se observou com esta concentração de gluconolactona.

  • Inibidor da glicação

A glicação consiste na ligação de moléculas de glicose a proteínas do nosso organismo, que dessa forma se tornam anormais e nocivas. Outra consequência da glicação é o amarelecimento da tez, que dá ao rosto um aspeto cansado. 

Uso em cosméticos

  • Esfoliação da pele sensível

A sua ação esfoliante suave associada à capacidade de reforçar a barreira cutânea fazem da gluconolactona um bom ingrediente para o desenvolvimento de produtos esfoliantes dirigidos para pessoas de pele sensível, ou com algum tipo de patologia que impeça o uso de AHA’s.

  • Proteção contra os efeitos da radiação solar

Um estudo clínico sugere que a utilização deste ingrediente numa concentração de 8% permite reduzir os efeitos nocivos da radiação sobre as células da pele.
Assim, a gluconolactona é um ingrediente interessante a acrescentar em protetores solares ou em outros produtos de uso diário.

  • Acne

Esta molécula é também adicionada a produtos destinados ao tratamento da acne pela sua ação esfoliante, que ajuda na redução da hiperqueratose existente, mas também pelas suas propriedades comedolíticas e antioxidantes, que mostraram atenuar tanto as lesões inflamadas como as não inflamadas.
Além disso, o uso da gluconolactona parece ser bem tolerado por pessoas que façam tratamento para este problema usando medicamentos sensibilizantes como o peróxido de benzoílo ou retinóides. Isto permite que seja feita uma esfoliação ligeira, que irá reduzir a comedogénese e a hiperqueratosesem provocar irritação.

  • Redução da hiperpigmentação

As suas propriedades esfoliantes e protetoras contra a radiação UV associadas às ações antioxidantes e inibidoras da glicação fazem da gluconolactona um bom candidado para auxiliar na formulação de produtos destinados à eliminação das manchas.

  • Combate ao envelhecimento

Alguns estudos clínicos demonstram também que este ingrediente atua na melhoria sua textura da pele envelhecida, bem como noutros sinais de envelhecimento, atenuando assim a falta de firmeza e aparência das rugas e linhas de expressão na pele.

Os efeitos revelados podem dever-se também às ações esfoliante e inibidora da glicação, protetora contra a radiação UV e antioxidante. No entanto estes resultados não provêm de estudos independentes, nem são suficientemente significativos para justificar o uso isolado deste ingrediente.

  • Rosácea

Um estudo demonstrou que a adição de um produto de limpeza contendo gluconolactona a 4% e de um hidratante com uma concentração 10% deste ingrediente ao tratamento da rosácea com ácido azelaico a 15% permitiu reduzir a vermelhidão, e a secura da pele, em comparação com um grupo controlo.

Este efeito dever-se-à às propriedades hidratantes e de reforço de barreira deste ingrediente, e sugere mais uma possível aplicação da gluconolactona em cosmética.

Adélia Mendonça possui em sua linha, dermocosméticos que contêm a Gluconolactona em suas composições.

Sublime 24k Age Nanocleanser: É um sabonete facial com ouro puro 24k, que é indicado para peles sensíveis. Hidrata, nutri e fortalece a pele. Agrega um novo conceito de versatilidade para a limpeza e tratamento antiaging/clareador de pele com associação de LHA (mix ácido dinâmico) à complexos de oligo-minerais de Sódio, Magnésio, Zinco e Manganês vetorizados em ácido carboxil-pirrolidônico para uma remineralização profunda e suplementação das necessidades energéticas das células da pele.

sabonete para peles sensíveis

Whitening Mask: máscara clareadora leave in, rica em nanoativos que atuam no clareamento da pele de diferentes fototipos. Sua associação de nanoativos age diretamente nos depósitos melânicos promovendo um tom uniforme em todos os tipos de pele. Atua de forma rápida e eficaz minimizando as manchas já existentes e reduzindo o grau de fotodanos após a exposição solar. Promove intensa hidratação cutânea e atua restaurando a uniformidade das regiões hiperpigmentadas. Devolve à pele os nutrientes essenciais a revitalização, oxigenação e renovação celular. Pode ser utilizada como máscara biovetorizada sem enxague ou com o uso de led/laser.

esfoliante

Citrino Peel Complex – Sérum fotoativado que proporciona um novo conceito em tratamento de acne. Formulado para uso associativo em terapias fotodinâmicas com leds e laser baixa potência, possui intensa ação bactericida, equilibra a oleosidade, reduz o espessamento da camada córnea e libera a secreção dos folículos pilossebáceos. O peeling alia citrino micronizado, ativos cromóforos e UV-absorvedores aos ácidos mandélico, ferúlico, pirúvico e salicílico; azeloglicina, niacinamida, papaína, gluconolactona, complexos minerais orgânicos e prata metálica.

peeling para peles acneicas

Fonte: A pele que hábito blog



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *